O processo criativo e o tempo da terra

O processo artístico da cerâmica é uma atividade que pede calma. Precisamos respeitar o tempo de ação natural da argila, o processo de modelagem com as mãos, a secagem, seu estado de absorver a umidade do ar e de se apropriar do novo formato que damos a ela: um vaso, um prato, uma xícara. Depois, segue para queima no forno cerâmico, esmaltação, outra queima de alta temperatura (1240°C), sinterizar a argila no ponto ideal que a matéria-terra exige para selar os poros da peça e pronto!, ela chega na sua casa linda e poderosa, mas tudo isso levou ao menos um mês e meio. O trabalho manual com o barro nos mostra como o tempo vagaroso do processo exige paciência, dedicação e contemplação da terra que está prestes a ser transformada em um objeto de arte.

A cerâmica entrou na minha vida numa época em que meu corpo e minha mente pediam que não houvesse mais tanta pressa.

IMG_0534.jpg